Amigos

Professora de Artes Plásticas formada na Universidade Mackenzie ,que sente, ama e cria Artes.

Minha foto

Artista plástica e professora na rede municipal de São Paulo.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Centenário da Arte Moderna

MAM celebra centenário da arte moderna com duas exposições

Mostras apresentam obras de artistas como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Lívio Abramo, Victor Brecheret, Di Cavalcanti e Alfredo Volpi, entre outros

Reportagem Catraca Livre.

O Modernismo foi dos movimentos artísticos mais marcantes da história do Brasil, com expoentes na pintura, poesia, escultura e demais manifestações.
Sabendo disso, o Museu de Arte Moderna, localizado no Parque Ibirapuera, abre a temporada de 2017 com duas exposições sobre o tema: Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna e O mercado de arte moderna de São Paulo: 1947 – 51, que abrem para visitação do público no dia 8 de fevereiro e seguem em cartaz até 30 de abril.
O espaço fica aberto de terça a domingo, das 10h às 17h30. A entrada é Catraca Livre aos sábados e, nos demais dias, custa R$ 6 e R$ 3 a meia - lembrando que um ingresso dá direito a visitar ambas exposições.
1/10
Crédito da imagem: Romulo e Valentino Fialdini
"O Farol" (1915), de Anita Malfatti
2/10
3/10
4/10
5/10
6/10
7/10
8/10
9/10
10/10
  • Crédito da imagem: Romulo e Valentino Fialdini
    "O Farol" (1915), de Anita Malfatti
    1/10
    "O Farol" (1915), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "O Grupo dos Cinco" (1922), de Anita Malfatti
    2/10
    "O Grupo dos Cinco" (1922), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Leonardo Crescenti
    "Meu Irmão Alexandre" (1914), de Anita Malfatti
    3/10
    "Meu Irmão Alexandre" (1914), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Ariel
    "Nu com Jarro II" (déc. 20), de Anita Malfatti
    4/10
    "Nu com Jarro II" (déc. 20), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "Nu masculino com bastão I" (1917), de Anita Malfatti
    5/10
    "Nu masculino com bastão I" (1917), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Leonardo Crescenti
    "O Homem de Sete Cores" (1915/1916), de Anita Malfatti
    6/10
    "O Homem de Sete Cores" (1915/1916), de Anita Malfatti
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "Paisagem" (1948), de Tarsila do Amaral
    7/10
    "Paisagem" (1948), de Tarsila do Amaral
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "Espanha" (1951), de Lívio Abramo
    8/10
    "Espanha" (1951), de Lívio Abramo
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "Paisagem" (1944), de Clóvis Graciano
    9/10
    "Paisagem" (1944), de Clóvis Graciano
  • Crédito da imagem: Romulo Fialdini
    "The Beach" (1947), de Roger van Rogger
    10/10
    "The Beach" (1947), de Roger van Rogger
Com curadoria de Regina Teixeira de Barros, a exposição sobre Anita ocupa a Grande Sala com cerca de 70 obras - entre desenhos e pinturas de retratos, nus e paisagens.
Considerada um dos principais nomes da arte brasileira do século XX, a artista é contemplada em três fases da carreira que demonstram sua versatilidade: desde trabalhos realizados na Alemanha e paisagens expressionistas, passando pela temática nacional, anos de estudo em Paris e finalizando com retratos de familiares e membros da elite.
Já a mostra sobre o mercado da arte relembra o espaço expositivo da Galeria Domus, relevante ponto em São Paulo de 1947 a 1951, por onde passaram importantes artistas nacionais e internacionais.
Estas obras são da coleção do museu e ficam expostas na Sala Paulo Figueiredo, levando ao público peças de artistas como Tarsila do Amaral, Lívio Abramo, Victor Brecheret, Di Cavalcanti e Alfredo Volpi, entre outros.

Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna

08Fev
a
30Abr
De 08/02 a 30/04:   Terças Quartas Quintas Sextas Sábados e Domingos das 10:00 às 17:30 
MAM - Museu de Arte Moderna 
Parque do Ibirapuera, s/n - portão 3 Parque Ibirapuera - Sul São Paulo - SP (11) 5085-1300
R$ 6; R$ 3 (meia-entrada); Catraca Livre aos sábados


Postar um comentário